HOMENAGEM AO C. R. VASCO DA GAMA

O RESGATE E A CONSERVAÇÃO DA MEMÓRIA DE UM GRANDE CLUBE FAZEM DO SEU PASSADO UM EXEMPLO E INCENTIVO PARA NOVAS CONQUISTAS.
ESTE BLOG PRESTA UMA HOMENAGEM AO CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA E A TODOS OS COLECIONADORES QUE GUARDAM COM CARINHO A MEMÓRIA E AS GLÓRIAS DE UM DOS MAIORES CLUBES DE TODOS OS TEMPOS, ATRAVÉS DA DIVULGAÇÃO DE IMAGENS DO ESTÁDIO DE SÃO JANUÁRIO E ACERVO PARTICULAR.
NÃO PERCA, TODA A SEMANA, NOVAS IMAGENS SOBRE COLEÇÕES, ANTIGUIDADES E CURIOSIDADES DO C. R. VASCO DA GAMA.
SEJA UM MEMBRO SEGUIDOR DO MAIOR ACERVO DE COLECIONISMO VASCAÍNO.
O QUE ERA BOM, FICOU AINDA MELHOR.
BEM VINDO, ENTRE... A CASA É SUA!

sábado, 31 de dezembro de 2016

Sidra Cereser - Série Especial


O ALMANAK DO VASCO
DESEJA A TODOS OS 
VASCAÍNOS E SEGUIDORES
UM FELIZ ANO NOVO !


EM 2017 
NOVAS IMAGENS, SEÇÕES E CURIOSIDADES.
AGUARDEM!
Acervo Almanak do Vasco

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Arquivo Fotográfico


Na foto de arquivo de 1980, o massagista Santana (Eduardo Santana), presta assistência ao jogador do Club de Regatas Vasco da Gama, durante os treinos no gramado de São Januário.
Acervo Almanak do Vasco

Brinquedos Gulliver


Bonecos de plástico da fábrica de brinquedos GULLIVER, dos jogadores de futebol do Club de Regatas Vasco da Gama.
Acervo Almanak do Vasco

Guina - O Jovem Homem Mau do Vasco


GUINA
O JOVEM HOMEM MAU DO VASCO

Ele não leva desaforo pra casa e faz de cada jogo uma batalha, mas no bom sentido. Por isso tem sido um dos jogadores que mais ganham cartões amarelo.

Agnaldo Roberto Gallon, o Guina, do Vasco, 20 anos, paulista de Ribeirão Preto, vibrava ao ver Ademir da Guia jogar. Mesmo antes de começar a jogar no Comercial, de sua cidade, e talvez inconscientemente, tinha assimilado alguma coisa de seu futebol. E foi essa sua intimidade com a bola que o tornou, apesar da pouca idade, titular de um grande clube do Rio, e ídolo da torcida cruzmaltina. Mas apesar disso, Guina já demonstrou que não gosta de ser ponta-direita do time. Para ele, essa posição deve ser entregue a um especialista.
Matéria publicada na revista MANCHETE ESPORTIVA Nº 44 de 15 de agosto de 1978.
Acervo Almanak do Vasco

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Arquivo Fotográfico


Na foto de arquivo do ano de 1966, os jogadores Célio (C. R. Vasco da Gama) e Orlando (Santos F. C.), no jogo treino da seleção brasileira.
Acervo Almanak do Vasco

Chaveiro da Caninha 3 Fazendas


Chaveiro dos anos 60, de tampa de garrafa, cortesia da "CANINHA 3 FAZENDAS", do escudo do C. R. Vasco da Gama com dois dadinhos para jogar e disputar, "Quem vai pagar a conta".
Acervo Almanak do Vasco

Dirceu


"CONTINUO JOGANDO BEM"

De volta ao Brasil - e ao Vasco -, o veterano jogador diz que não é arrogante 
nem bajulador e ainda faz planos para o futuro.


"DEPOIS DA SUJEIRA QUE ME FIZERAM NA PREPARAÇÃO 
PARA A COPA DO MÉXICO DE 1986, 
SELEÇÃO PARA MIM É COISA DO PASSADO.

O paranaense Dirceu José Guimarães, 35 anos de idade e vinte de carreira, carrega a marca da perseverança. Mal assinou contrato com o Vasco da Gama - por apenas seis meses -, já faz planos de voltar à Itália para mais uma temporada.
"É preciso driblar o preconceito de que, depois dos 30, o jogador está velho para o futebol", fulmina Dirceu. A persistência, entretanto, não é a única marca registrada desse voluntarioso e polêmico jogador. Suas declarações, quase sempre, costumam chamar tanto a atenção quanto o fôlego que mantém, depois de tantos anos de atividade. "Hoje, termino o jogo e me sinto inteiro", garante, orgulhoso. "Enquanto continuar assim, sigo jogando."
Matéria publicada na revista Placar Nº 921 de 29 de janeiro de 1988.
Acervo Almanak do Vasco

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Arquivo Fotográfico


Na foto de arquivo de 1970, durante os treinos no gramado de São Januário, jogadores da equipe do Club de Regatas Vasco da Gama realizam exercícios de preparação física.
Acervo Almanak do Vasco

Vasco Campeão Brasileiro 2009 - Série B



O TIME DA VIRADA
Depois de uma campanha irretocável, o Vasco garantiu seu retorno 
da única maneira como um clube de sua grandeza 
deve fazer: com o grito de campeão.


Revista pôster, edição da Placar do VASCO Campeão Brasileiro 2009 - Série B.
Acervo Almanak do Vasco

Tabela da Taça Guanabara de 1988



Tabela encarte central da revista Placar da Taça Guanabara de 1988.
Acervo Almanak do Vasco

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Arquivo Fotográfico


Na foto de arquivo de 1969, jogadores do Vasco da Gama matam a sede durante o intervalo dos treinos no gramado de São Januário.
Acervo Almanak do Vasco

Chaveiro do Vasco da Gama


Chaveiro em alumínio dourado, com acabamento em baquelite perolado, com o escudo do Club de Regatas Vasco da Gama dos anos 50.
Acervo Almanak do Vasco

Foi destaque ... na Revista do Esporte!


GENTE NOVA AGORA VAI TER VEZ NO VASCO

Eli do Amparo garante que as coisas mudaram em São Januário 
e diz que vai provar.

- Aceitei ser o técnico oficial do Vasco porque me deram carta branca. Quando Picabéia saiu, preferi ficar como auxiliar, mas com a saída de Martim tudo mudou e me senti à vontade para assumir o comando do plantel vascaíno. Agora a ordem é trabalhar.
Matéria publicada na Revista do Esporte Nº 130 de 2 de setembro de 1961.
Acervo Almanak do Vasco 

sábado, 24 de dezembro de 2016

Wilsinho


Na foto de arquivo do ano de 1982, o ponta-direita Wilsinho (Wilson Costa de Mendonça) do Club de Regatas Vasco da Gama.
Acervo Almanak do Vasco

BRAHMA


A CRUZ DE MALTA É MEU PENDÃO.
A BRAHMA, MINHA CERVEJA

A CERVEJA OFICIAL DOS VASCAÍNOS

BRAHMA CHOPP

Anúncio publicado na revista VASCO no ano de 2010.
Acervo Almanak do Vasco

Geovani


Pôster da Placar (Figurinhas de 1988) do meio-campista Geovani, do Club de Regatas Vasco da Gama.
Acervo Almanak do Vasco

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Arquivo Fotográfico


Na foto de arquivo de 1979, o meio-campista Guina ao lado do centroavante Paulinho, durante o intervalo dos treinos no gramado de São Januário.
Acervo Almanak do Vasco

Antônio da Silva Campos


Busto em homenagem à Antônio da Silva Campos, o "Presidente de Ouro" do Club de Regatas Vasco da Gama durante os períodos de 1923/1924 e 1939/1940.
Fotografia Edson Vilar 

A Seleção do Nacional-78


DOS QUE JOGARAM NA COPA SÓ RESTAM DOIS 
NESTA ESCOLHA DOS MELHORES DO CAMPEONATO BRASILEIRO 
QUE AGORA TERMINA

Como toda Seleção, esta também vai provocar algumas indignações santas. Mas, apesar de tudo, representa na verdade a média de 14 opiniões de cronistas representativos das grandes cidades (com uma exceção) envolvidas na fase decisiva do Campeonato Nacional. Por estados, MANCHETE ESPORTIVA escolheu cinco jornalistas de São Paulo, três de Pernambuco e dois de Minas Gerais, pois, embora os mineiros estivessem fora das finais, a observação é válida desde o início do campeonato (o que não impediu os cronistas de se inclinarem naturalmente pelos oito clubes que mais resistiram e que contribuem com cerca de 80% da Seleção). Alguns nomes foram votados quase como hors concours, caso de Oscar e Batista, que jogaram pouco mas inspiram muito respeito. E é grato ao futebol brasileiro, a esta altura um tanto encolhido, ver que há gente nova, como Zenon e Paulinho. Por times, a média geral dos cronistas consultados deu uma vantagem ao Vasco sobre o Guarani (7,6 a 7,4), vindo a seguir o Internacional (7,2) e o Palmeiras (6,7). Os vascaínos conseguiram essa vantagem porque estão à frente do Guarani na média da defesa e do ataque, enquanto os campineiros ficaram à frente na média geral de meio-campo.


DEFESA
O grande nome foi Oscar, que não encontrou adversários na sua posição.


MEIO-DE-CAMPO
Guarani e Internacional dão as cartas no setor onde se ganham 
e se perdem os jogos no futebol de hoje.


ATAQUE
Guina (Fumanchu), Nunes e Paulinho formam o ataque do Nacional de 78.

NA OPINIÃO DOS CRONISTAS 
O ATAQUE DO VASCO FOI O MAIS POSITIVO DO NACIONAL

Matéria publicada na revista MANCHETE ESPORTIVA Nº 43 de 8 de agosto de 1978.
Acervo Almanak do Vasco

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Arquivo Fotográfico


A vibração do lateral esquerdo Marco Antônio do Club de Regatas Vasco da Gama no momento do gol no estádio do Maracanã.  Fotografia de época, original de arquivo dos anos 70.
Acervo Almanak do Vasco

Futebol Clube da Gulliver


FUTEBOL CLUBE - Jogador articulado de plástico do Club de Regatas Vasco da Gama da fábrica de brinquedos Gulliver.
Acervo Almanak do Vasco

Zé do Carmo


ZÉ DO CARMO
VASCAÍNO ARRETADO

O volante pernanbucano que veio do Santa Cruz cativa São Januário 
com simpatia e um papo cheio de graça.

Primeiro dia de Zé do Carmo no Vasco. Meio desconfiado, ele imagina como será sua recepção pelos novos companheiros. Pequena desilusão: a presença do recém-contratado nem chega a ser notada. O pernambucano não desanima e toma a iniciativa de quebrar o gelo. Basta abrir a boca. Pronto. José do Carmo Silva Filho se transforma no centro das atenções.
Reportagem publicada na revista Placar Nº 922 de 5 de fevereiro de 1988.
Acervo Almanak do Vasco

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Arquivo Fotográfico


Na foto de arquivo de 1982, o lance de Luisinho do América na partida contra o Vasco da Gama no estádio do Maracanã.
Acervo Almanak do Vasco

Canivete do C. R. Vasco da Gama


Canivete da marca INOX dos anos 70, do C. R. Vasco da Gama - O Time da Colina.
Acervo Almanak do Vasco

Revista Pôster do Vascão Campeão 2004 da Taça Rio



CAMPANHA HISTÓRICA

 A força do conjunto do time comandado por Geninho foi fundamental 
para a conquista da Taça Rio. É uma amostra de que a equipe pode ser a campeã carioca. Que venha o Flamengo na grande decisão.

Revista pôster do Lance! do VASCÃO CAMPEÃO 2004 DA TAÇA RIO.
Acervo Almanak do Vasco

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Arquivo Fotográfico


Na foto de arquivo de 1980, o lateral-direito Orlando Lelé dribla seus companheiros durante os treinos da equipe cruzmaltina.
Acervo Almanak do Vasco

Foi destaque... na Revista do Esporte!


DOS TRÊS, QUAL OS VASCAÍNOS PREFEREM ?

MIGUEL - Legítima prata da casa, o goleiro paraibano chegou a equipe titular (após brilhar nos juvenis e nos aspirantes) cercado da simpatia dos cruzmaltinos.
BARBOSA - Apesar da idade (completou 40 anos recentemente), ainda é o preferido por muitos para guarnecer a meta cruzmaltina.
ITA - Revelando-se no Vasco da Gama, chegou a ser apontado como um dos futuros craques da seleção brasileira.
Reportagem publicada na Revista do Esporte Nº 130 de 2 de setembro de 1961.
Acervo Almanak do Vasco

Chaveiro Caneca de Chopp


Chaveiro da série "Caneca de Chopp", de plástico com o distintivo do Club de Regatas Vasco da Gama dos anos 70.
Acervo Almanak do Vasco

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Arquivo Fotográfico


Na foto de arquivo de 1993, destaque para a torcida vascaína nas arquibancadas do estádio do Maracanã, durante o início do clássico entre Vasco x Flamengo.
Acervo Almanak do Vasco

Manchete Esportiva Nº 45 de 1978


Edição da revista Manchete Esportiva, Nº 45 de 22 de agosto de 1978.
Capa: ROBERTO e ZICO - A Rebelião dos Artilheiros.
Acervo Almanak do Vasco

Super Rádio TUPI


FUTEBOL É MUITO MAIS* COM
D O A L C E Y

MAIS*:
VIBRANTE. PRECISO. ESPETACULAR

SUPER RÁDIO
T U P I 
1280 KHZ
1º Lugar no Coração do Povo

Anúncio publicado na revista Manchete Esportiva, com foto ilustrativa do lance do jogador Guina do C. R. Vasco da Gama do ano de 1978.
Acervo Almanak do Vasco

domingo, 18 de dezembro de 2016

Marco Antônio


Na foto, o lateral esquerdo Marco Antônio Feliciano do Club de Regatas Vasco da Gama, durante a sua preparação física no gramado de São Januário. Fotografia de arquivo do ano de 1980.
Acervo Almanak do Vasco

Panorâmicas do Calabouço


Imagem panorâmica da sede náutica do Calabouço, ao fundo, as quadras de vôlei e futebol society para os associados do Club de Regatas Vasco da Gama.
Fotografia Edson Vilar - outubro de 2016

Flâmula Brasil Bi-Campeão Invicto 1962


Flâmula da CBD - BRASIL BI-CAMPEÃO DE FUTEBOL INVICTO - O Fantasma do Garrincha - CHILE 1962.
Acervo Almanak do Vasco

sábado, 17 de dezembro de 2016

Arquivo Fotográfico


No estádio do Maracanã, lance da partida entre Vasco 0 x 0 Internacional pela Taça Libertadores da América em 23 de março de 1980.
Acervo Almanak do Vasco

Caderno de Recortes


3 DE JUNHO DE 1928
VASCO DA GAMA 3 X 0 FLAMENGO


VASCO DA GAMA
Jaguaré, Hespanhol, Itália, Rainha, Nesi, Molla, 
Paschoal, Eurico, Russo, Américo e Patrício.

FLAMENGO
Amado, Hélcio, Roseira (Couto), Benevenuto (Favorino), Cabral, Flávio, 
Newton, Vadinho, Nonô (Fragoso), Agenor e Moderato.

1º TEMPO: VASCO DA GAMA 2 X 0 FLAMENGO
GOALS: Paschoal 1, Américo 1, Russo 1.

SEGUNDOS TEAMS
VASCO DA GAMA 4 X 0 FLAMENGO
GOALS: Mário Mattos 2, Gallego 1, Tinoco 1.

Recortes de revista de época do jogo entre Vasco x Flamengo, realizado no estádio de São Januário em 3 de junho de 1928 pelo campeonato da cidade.
Acervo Almanak do Vasco

Roberto Dinamite


Pôster central da revista Placar da editora Abril do artilheiro Roberto Dinamite (Carlos Roberto de Oliveira) do Club de Regatas Vasco da Gama.
Acervo Almanak do Vasco

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Arquivo Fotográfico


No departamento médico de São Januário, o zagueiro Orlando Peçanha do Club de Regatas Vasco da Gama, prepara-se para realizar seus exames de rotina. Fotografia original de arquivo do ano de 1959.
Acervo Almanak do Vasco 

Companhia Portuguesa do Cobre S. A.


Troféu da Companhia Portuguesa do Cobre S. A., do VI-Sceet-Int. da cidade do Porto - Portugal. Sala de troféus do Club de Regatas Vasco da Gama.
Fotografia Edson Vilar

Manchete - Edição Histórica da Copa de 70





Edição histórica da revista MANCHETE ESPORTIVA de julho de 1970. COPA-70.
A GLÓRIA DO TRI. O mais completo documentário da vitória do Brasil.
Acervo Almanak do Vasco